Blog

Aprender com o jogo

Aprender com o jogo

O jogo é capaz de ser o caminho mas divertido e mais eficaz para aprender.
Depois de ficarem explicadas as regras e os objetivos, que logo à partida precisam de alguma arte para serem claros e percetíveis. É que desconstruir a linguagem para que se entenda o desafio, não é tarefa fácil!
Recorrer ao jogo é “uma cartada que devemos ter sempre na manga”, aquelas manhãs que se tornam difíceis porque a palavra mais ouvida é “não” ou simplesmente porque sim… as birras e as fitas surgem… e nós como graúdos temos que ter estratégias para as controlar e sobreviver a elas.


Vamos jogar!


Mesmo sem saber… aproveitem os desenhos do quarto que pintam as paredes, os adereços e brinquedos espalhados pela casa. Onde está a borboleta azul? Viste a letra D?

A memória, a identificação de cores e letras, o reconhecimento de animais… bilhetes de ida para descobertas e bons tempos a dois.
E na aventura pelos pratos e colheres… porque não brincaprender? Dar os nomes ao que se saboreia, conhecer as diferenças do antes e do depois, dos crus e dos preparados, dos líquidos e dos sólidos.
E na ideia que os nossos filhos crescem na cozinha, porque o tempo que lá estamos é imenso, pode tornar-se também tempo de partilha, mais rico, sem correr o risco de nos verem apenas de costas de um lado para o outro como um polvo gigante que gesticula e malabareia panela, esfregão e tachos tudo ao mesmo tempo e bem sincronizado. 
Nas viagens de carro, principalmente aquelas que depois dos primeiros dez minutos já se ouve: “ Já chegamos?”, em transportes com ou sem janelas… contagens, gargalhas, cantigas e desafios.

Todos os ambientes são propícios para se tornarem preciosos momentos de aprendizagem, jogos e tempo partilhado!



×